Jump to content
Taylor Swift Portugal

VintageBloom

Members
  • Content Count

    2,420
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About VintageBloom

  • Rank
    Mine

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. VintageBloom

    Delicate

    :rofl: :rofl: :rofl: Não entendo a mensagem- poor little riche girl? Se é outra paródia - e deve ser com os movimentos de dança - pasou-me ao lado. deve ser do sono. :P
  2. as letras dela continuam boas. Nem todas são tão boas como as antigas, porque desta vez ela apostou mais numa pós produção muito elevada em prol do conteudo lirico. Mas é um album divertido. Não curto esta taylor, mas adiante. swiftie137[/member] boa!! Isso apenas torna o video mais interessante. Aposto que algum drama se passou entre ela e a Karlie, etc. ela meteu as amigas que ela ainda "conta" como sendo AMIGAS na t-shirt do 1º video. faltava Karlie, etc E acho que a grande maioria não é só para a Kim/kanye/Katy... acho que algumas facadas são para essas ( ex) amigas.
  3. A Taylor good girl que continuava a ser kind e good girl apesar dos Haters, que era toda shake it off com o drama, etc e tal. ..era algo novo. Ela era a única naquela pista. Good girl turned bad há milhões. A 1º imagem teve impacto, chocou, as pessoas queriam ver, falar, comentar. Não sei o que ela está a querer alcançar com esta nova fase.
  4. Então, pessoal, andam por onde? Vim aqui ver se já tinham topado as mensagens todas escondidas e népia!! Vou espreitar o lipstick alley - forum maioritariamente afro-americano - ver o que dizem dele :lol: para mim foi muito meh . Party and drinking. how very hard core of her :twisted: edit: PS - nada. Não dizem nada. Tá tudo focado no trump ter dito que só imigra para o US pessoal de shithole countries. :excited: - going in Não vejo muito a falar da Taylor. Será cedo cedo ainda???
  5. VintageBloom

    Getaway Car

    Acho que esta é a mais facil de saber sobre quem é: taylor-calvin.- tom I wanted to leave him I needed a reason He was the great escape, the prison break The light of freedom on my face But you weren't thinkin' And I was just drinkin' While he was runnin' after us, I was screamin', "go, go, go!" But with three of us, honey, it's a side show And a circus ain't a love story And now we're both sorry (we're both sorry) Until I switch to the other side To the other side It's no surprise I turned you in 'Cause us traitors never win
  6. Ok. - deep breath - A minha opinião não vai ser popular, mas tentem respeitar. Não gostei. Acho que é o album mais bem produzido dela. A nivel musical é o mais maduro. Mas a nivel das letras é o mais superficial. é o que "fala" menos comigo. Não gosto desta fase de good girl gone bad Acho que toda a gente a tem e o mundo necessita de mais good good keeping being good. ela nem sequer ficou bad. Ela continua a culpabilizar, a não perdoar, a criticar. A ser dominado pela vingança. Apenas está em TODAS as canções desta vez essa atitude. Mesmo nas canções de amor, em ( quase) todas, ela aproveita e ataca os exes. que treta é essa? E agora ela sempre foi uma "player"? os outros albuns de "deep love" foram todos uma treta, porque na verdade só gozava com os tipos? Ou foi só o Calvin e o resto? seja o que foi que se passou com o Calvin, foi AÍ que a coisa descanbou. Ela mudou ai. só gosto do getaway car. Acho que é a mais Taylor de todos. Mais storyteller with hidden messages. Gosto dos 2 1os singles que ela lançou - e nada de por ai - mais nada. Tenho a certeza que depois de ouvir mais vezes, vou gostar das outras também, Esta é a primeira impressão. Nos albuns anteriores, com o 1989, o shake it off, o blank space, etc era mais o meu estilo. Facadinhas de luva branca. Mandar a boca, mas não descer do salto alto. E ACIMA DE TUDO, a letra era fantástica. Neste, ela está( a tentar- e a falhar na minha opinião ser) mais hard core ,menos letra, mais musicalidade com muita pós produção. Para mim, não funciona. sorry.
  7. Eu tenho a certeza que no album estão pérolas. eu espero. a Taylor é capaz de grandes músicas.
  8. VintageBloom

    Gorgeous

    Eu... não odeio. Mas estou ansiosa por músicas mais ... mais.. a Taylor é uma excelente compositora. Com metáforas fantásticas. esta música é muito linear. demasiado bubble gum pop. Mas é uma má música? Não, é uma música pop excelente.
  9. Ela veio a inovar, mas a nivel musical. A personalidade manteve-se igual. Julgo eu de que ;) Era toda girl power, women unite. Be poilite, raise above, etc e tal. ela sempre foi petty, com disse. Ela sempre mandou as facadas desde. desde o better than revenge - que achei uma canção super harsh já na altura. -Mas sempre ficou na sua. O bad blood achei justificavel. entendi. O blank space, sim, foi uma brilhante noção de auto critica e gozar com quem goza com ela. Esta acho que foi muito a roçar a mesquinhez. Muito vou lixar-vos a todos, embrulhado em paródia. como disse, eu estou-me a lixar, a Taylor não me aquece nem me arrefece. Mas, como mencionei, de bad girls tá o mundo cheio. E a Taylor era isso que a separava dos outros. ela continuava a surpreender-se e a dançar toda desengonçada. do estilo: falem para ai, que eu continuo a ser eu. Para mim, e isto é uma opinião muito pessoal, esta mudança quase que mostra que os haters venceram. Mas como espectadora? Que venham muito mais. Adoro isto. :twisted:
  10. A taylor é uma mestre do marketing. Ainda bem, porque não há ninguém semelhante por ai. Acho que desde a Madonna não houve ninguém tão camaleão como ela. A músic e o video em si foi petty como tudo. A mulher não perdoa nem esquece. Mas está brilhante à mesma. foi a primeira vez que a vi dançar decentemente. Adorei o final. Tenho um bocado de pena dos fans da Taylor. Ela era uma das poucas good girls que mostrava que ser-se decente, respeitadora, boa menina, etc era aceitável. Vejo muitas chavalecas tristes com esta mudança. Tipo, ser-se decente nao dá. Mesmo que tentes, vais quebrar e tens de te vergar perante o mundo cruel. Kill or be killed. ***dramatic music*** :P :P eu nunca fui fã a 100%, vejo tudo de fora. Para mim, isto tudo é super divertido . Entendi quase tudo - a squad é porque dizem que aquilo é quase um culto e são todas altas, louras e lindas, que nem as conseguem distinguir. Mas não entendi a treta da mota e a levantar a mota.
  11. wait, wait, wait.. what??? Será que alguém lhe deu isto? Ele usou o anel de propósito??'
  12. ó santo deus eu curti. é super vingativa a miuda, parece meio psicótica e tudo, mas isso não a impede de ser brilhante. :lol: ela não é nem nunca foi nenhum anjo, sempre teve esta veia de "don't forgive e don't forget" nela. Nao a queria lixar, que ela não esquece, mas estou ansiosa para o album.
  13. è evidente que ela é culpada. De ser parvinha. Ela é maior de idade e manteve a charada um monte de meses. Mas ele é adulto. casado. Pai de filhos. famoso. Ele tem de manter o chão, mais que ela. Ela é uma FAN maluquinha e adolescente.
  14. Agora a ler de repente parece que ele de facto quis dizer que entre os 15 e 29, 19 era a idade favorita dele. O que é menos creepy, Mas ODEIO a treta de "ela se por a jeito" Isso é culpar a vitima. Tipo, aquela só foi violada porque usou mini saias. Não, O acto é errado e não tem justificação. Isto faz-me lembrar o gajo do criminal minds que também andou uma carrada de meses a falar com uma fã e depois ela publicou tudo. Mas quando se tem mais poder que outro, há que ter cuidado. ELE SIM meteu-se a jeito a falar com uma fan, via social media, quando é conhecido.
  15. Não havia muitas minorias antes retratadas como personagens centrais , por isso acho bem que compensem. Mesmo assim ainda há bastantes que nunca foram alvos de destaque. .
×
×
  • Create New...